EF I – 2º a 5º ano – Expectativas de participação e aprendizagem 2020

20/08/2020

Caras famílias de 2º a 5º ano,

 

Assuntos

  • Os objetivos principais do novo ritmo de aulas e encontros é propiciar a continuidade da experiência escolar, com seus desafios de aprendizagem e convivência.
  • Considerando que o trabalho mediado por tecnologias deverá estruturar a experiência educacional ao longo deste ano, e que as famílias ocupam um lugar muito especial neste ano escolar atípico, partilhamos aqui nossas expectativas e critérios de avaliação para este período, detalhando aspectos relativos à presença; à participação nas aulas e encontros; à elaboração, envio e/ou postagem das produções solicitadas; à avaliação dos aprendizados nos encontros e no envio e/ou postagem das produções solicitadas, ou em lições e serem realizadas com autonomia; e finalmente, aos critérios que serão considerados para o fechamento da avaliação no final do ano.
  • Convidaremos as famílias para uma conversa sobre essas expectativas junto com as crianças. Ela será agendada em uma videoconferência coletiva pela tabela de encontros que enviamos toda semana.
  • Contamos com o retorno de vocês sobre a adaptação das crianças ao novo ritmo e sobre a sua experiência escolar como aspectos fundamentais a considerar em nossa avaliação e replanejamento das propostas e intervenções.

Compartilhamos com vocês, na carta enviada em 31 de julho, a nossa proposta de aumento gradual no número de videoconferências semanais com as crianças e os novos formatos para estes encontros. Nesta semana, de 17 a 21 de agosto, esta proposta se instaura plenamente, ou seja, é agora que as crianças e vocês começam a experimentar o modelo de trabalho que estamos propondo para o segundo semestre.

Nosso objetivo principal é propiciar a continuidade de uma experiência escolar para as crianças, com desafios de aprendizagem e convivência, da forma como é possível nesse momento. Consideramos importante que as crianças sigam tendo compromissos; que invistam na realização de diferentes atividades e possam se lembrar de que, mesmo que o esforço ou a demora impliquem em certa dificuldade e cansaço, há um prazer que se origina das conquistas, do aprendizado, da socialização e do retorno que recebem, ou seja, da importância que a sua produção adquire no contexto dos vínculos com professores e colegas; e que sigam refletindo sobre as regras necessárias à participação em um grupo pautada no respeito e na colaboração.

Sabemos que o ritmo que estamos propondo será considerado leve, adequado ou excessivo para diferentes crianças e famílias, e que muitas precisarão de um tempo para se adaptar. Pedimos que continuem nos dando retorno sobre isso, tanto para termos parâmetros sobre a necessidade de ajustes, como para combinarmos a priorização de expectativas quando necessário.

Considerando, como dissemos anteriormente, que o trabalho mediado por tecnologias deverá estruturar a experiência educacional ao longo deste ano, consideramos fundamental explicitar da melhor forma possível para as crianças e para vocês, que estão em um lugar muito especial no acompanhamento da vida escolar, quais são as nossas expectativas e critérios de avaliação para este período letivo.

 

Presença

Sabemos que a presença nas videoconferências tem ônus e bônus muito particulares para cada criança e família, mas gostaríamos de contar com a participação das crianças em todas as situações propostas, como seria se estivéssemos na escola. As videoconferências de lição e dúvida a princípio são opcionais, mas as professoras podem sugerir a participação de algumas crianças se avaliarem que isso é importante.

Se, de um lado, consideramos a presença um aspecto fundamental para que as crianças mantenham seu vínculo com as professoras, o grupo e as propostas escolares, e para que seja possível que as(os) professoras(es) possam acompanhá-las, teremos também que considerar a presença nos encontros para efeito do histórico escolar, conforme estabelecido em nosso regimento para a presença em aulas e dias letivos.

Pedimos, ainda, que as famílias – ou as crianças, no caso daquelas que já estão se correspondendo com as(os) professoras(es) – escrevam para o e-mail dos grupos sobre ausências previstas ou que tenham ocorrido, para que possamos acompanhar suas razões e, se for o caso, considerá-las no planejamento e na condução das aulas seguintes.

Temos a intenção de considerar as particularidades de cada família, como situações adversas, disponibilidade de recursos tecnológicos e como cada criança lida com os encontros à distância. Em caso de necessidade, pedimos que nos escrevam pelo e-mail da orientação e/ou agendem uma conversa conosco.

 

Participação: nas aulas e outros encontros

Seguem nossas expectativas para a participação das crianças nos encontros por videoconferência, que serão adequados a cada faixa-etária, tipo e proposta de encontro. Esses aspectos serão conversados com as crianças, coletiva e individualmente, e contamos com a colaboração de vocês para que elas possam considerá-los e aprimorar sua participação se necessário.

Expectativas

  • Mantém a pontualidade.
  • Permanece com a câmera aberta.
  • Está com o material organizado no início do encontro, quando combinado.
  • Participa do encontro em local propício à realização das propostas, conforme nossa orientação.
  • Participa do encontro sem o acompanhamento de alguém da família sempre que possível.
  • Respeita as orientações das(os) professoras(es).
  • Demonstra envolvimento nas situações de conversa, produção e socialização, mantendo uma postura de interesse e participação, que não necessariamente implica em se colocar com frequência.
  • Utiliza o chat de maneira adequada, respeitando os acordos feitos entre o grupo.
  • Mantém o áudio fechado enquanto outra pessoa está falando.
  • Aguarda a sua vez de falar.
  • Faz colocações pertinentes ao conteúdo proposto para aquele encontro.
  • Compartilha estratégias e dúvidas com o grupo, quando é o caso.
  • Comunica às professoras qualquer dificuldade de participar ou se envolver com o que está sendo proposto.
  • Coloca-se de forma respeitosa diante da colocação de crianças e professoras(es).
  • Desenvolve a conversa individual com a professora de forma comprometida.

 

Participação: na elaboração, envio e/ou postagem das produções solicitadas

Como na escola – em relação às propostas, lições de classe e casa – nossa expectativa é de que as crianças nos enviem todas as produções e/ou realizem todas as postagens solicitadas, ou ao menos partilhem as dúvidas que as levaram a não conseguir realizá-las.

Um dos aprendizados que esperamos é a experiência de estudar com a maior autonomia possível, mas sabemos que precisamos contar com a colaboração das famílias para que as atividades sejam realizadas e postadas, como forma de possibilitarmos, conjuntamente, a manutenção do vínculo e o investimento nas propostas escolares, assim como o aprendizado.

Sabemos que muitas vezes as crianças apresentam resistência em realizar as propostas e, neste caso, é importante que vocês nos informem. É interessante sabermos se o que levou ao atraso ou à não entrega foi uma dificuldade, dúvida, desinteresse ou outra motivação. Desta forma, podemos planejar formas de intervenção que possam colaborar para a continuidade da experiência escolar.

Expectativas

Nas atividades dos e-books:

  •  Entrega todas as lições no prazo, feitas com empenho e organização; ou partilha as dúvidas que impediram a sua realização.

Nas postagens nos Padlets:

  • Posta produções pertinentes ao assunto discutido.
  • Assina suas postagens.
  • Faz comentários respeitosos nos posts dos colegas.
  • Contribui com as propostas nos diferentes Padlets.

 

Avaliação da aprendizagem: nos encontros e nas produções enviadas

A qualidade do investimento nas produções deverá nos dar a possibilidade de avaliar os aprendizados das crianças. Uma lição feita com empenho colabora para que as crianças aprendam a se dedicar aos estudos e às produções, e sempre promove aprendizado. A partir de critérios gerais, as(os) professoras(es) vão escolher o que é pertinente avaliar em cada faixa-etária e situação, e terão o cuidado de manter critérios adequados ao que conhecem da produção de cada aluno para considerar, na avaliação, se houve progresso no investimento e na aprendizagem.

Expectativas

Nas atividades dos e-books:

  • Demonstra compreensão do conteúdo.
  • Faz correções com autonomia quando propostas pelas professoras.
  • Considera correções e orientações feitas pelas professoras em atividades subsequentes.
  • A maneira como resolveu os exercícios indica avanço em seus conhecimentos.

Nas videoconferências coletivas ou em subgrupos:

  • Faz as atividades propostas.
  • Faz comentários e compartilha dúvidas que demonstram compreensão do conteúdo.
  • Oferece ajuda aos colegas, indicando compreensão do conteúdo.

Nas videoconferências de lição e dúvidas:

  • Leva suas dúvidas ou lições que não conseguiu realizar para partilhar no plantão.
  • Participa dos plantões quando isso for indicado pela professora.

Nos Padlets:

  • Apresenta respostas coerentes e relacionadas ao tema proposto.
  • Resolve adequadamente as atividades e desafios.

 

Avaliação da aprendizagem na realização de lições com autonomia

As professoras de classe vão propor lições para serem realizadas de forma autônoma para verificar o aprendizado de alguns conteúdos de Português e Matemática com o objetivo de poderem considerar o que cada criança aprendeu para planejar a continuidade do trabalho e propostas ou intervenções diferenciadas para quem necessitar. Nesses momentos, vão explicitar para as crianças a importância de realizarem as atividades de forma autônoma, para que seja possível compreender melhor se os aprendizados foram conquistados ou precisam ser retomados.

 

Fechamento da avaliação no final do ano

Estamos levando em conta o aprendizado e a experiência escolar como objetivos primordiais, mas é importante lembrar que teremos também necessidades legais junto aos órgãos educacionais.

Ao final do ano, deveremos atribuir um conceito que traduza a participação, produção e aprendizado de cada criança em cada disciplina, de acordo com o nosso regimento e para constar no histórico escolar de cada uma. Para isso, vamos considerar como critérios as expectativas de participação, produção e aprendizagem.

O conceito de participação pode considerar tanto o cumprimento das expectativas estabelecidas como o percurso da criança ao longo do semestre, que vai levar em conta a sua disposição para realizar conquistas a partir de contratos e devolutivas parciais pautadas em expectativas que poderão ser combinadas gradualmente.

Para efeito do histórico escolar, vamos considerar também o envio ou postagem das produções, já que a elaboração das propostas equivale à presença nesse ano atípico, bem como a avaliação da aprendizagem nas atividades. As(os) professoras(es) vão escolher o que é pertinente avaliar em cada faixa-etária e situação, considerando o ritmo e o aprendizado de cada criança, como sempre fizemos, e diferenciar critérios se necessário.

 

Conversa coletiva e proximidade

Para que esse processo possa ser vivido de forma respeitosa e acolhedora por cada criança, colaborando para que sigam investindo e confiando em seus recursos para o aprendizado, gostaríamos de conversar com vocês sobre os critérios aqui partilhados. Pensamos que seria interessante fazer isso entre pais e filhos, incluindo as crianças nesta conversa. Vamos disponibilizar uma videoconferência coletiva para isso e estão todos convidados para este encontro. Nele, as professoras contarão mais sobre as expectativas em torno do aprendizado das crianças e será uma boa oportunidade de fazermos combinados e afinar nossa parceria. Cada família poderá consultar o dia e horário da videoconferência destinada a este encontro na tabela de encontros que enviamos toda semana. Esperamos vocês!

Contamos com a proximidade de vocês e lembramos que podem nos escrever pelo e-mail dos grupos ou diretamente para a orientação do ciclo (orientação.ei.ef1@colegioequipe.g12.br).

Desejamos novamente um ótimo semestre e que esse período nos traga muitos aprendizados, os escolares e muitos outros!

Um abraço,

 

Adriana Mangabeira, Ana Marotto, Flávio Cidade, Joana Elkis,

Leonardo Golodne, Rita de Oliveira e Sheila Valezi

Orientação de EI e EF I

EF I – 2º a 5º ano – Expectativas de participação e aprendizagem 2020

20/08/2020

Caras famílias de 2º a 5º ano,

 

Assuntos

  • Os objetivos principais do novo ritmo de aulas e encontros é propiciar a continuidade da experiência escolar, com seus desafios de aprendizagem e convivência.
  • Considerando que o trabalho mediado por tecnologias deverá estruturar a experiência educacional ao longo deste ano, e que as famílias ocupam um lugar muito especial neste ano escolar atípico, partilhamos aqui nossas expectativas e critérios de avaliação para este período, detalhando aspectos relativos à presença; à participação nas aulas e encontros; à elaboração, envio e/ou postagem das produções solicitadas; à avaliação dos aprendizados nos encontros e no envio e/ou postagem das produções solicitadas, ou em lições e serem realizadas com autonomia; e finalmente, aos critérios que serão considerados para o fechamento da avaliação no final do ano.
  • Convidaremos as famílias para uma conversa sobre essas expectativas junto com as crianças. Ela será agendada em uma videoconferência coletiva pela tabela de encontros que enviamos toda semana.
  • Contamos com o retorno de vocês sobre a adaptação das crianças ao novo ritmo e sobre a sua experiência escolar como aspectos fundamentais a considerar em nossa avaliação e replanejamento das propostas e intervenções.

Compartilhamos com vocês, na carta enviada em 31 de julho, a nossa proposta de aumento gradual no número de videoconferências semanais com as crianças e os novos formatos para estes encontros. Nesta semana, de 17 a 21 de agosto, esta proposta se instaura plenamente, ou seja, é agora que as crianças e vocês começam a experimentar o modelo de trabalho que estamos propondo para o segundo semestre.

Nosso objetivo principal é propiciar a continuidade de uma experiência escolar para as crianças, com desafios de aprendizagem e convivência, da forma como é possível nesse momento. Consideramos importante que as crianças sigam tendo compromissos; que invistam na realização de diferentes atividades e possam se lembrar de que, mesmo que o esforço ou a demora impliquem em certa dificuldade e cansaço, há um prazer que se origina das conquistas, do aprendizado, da socialização e do retorno que recebem, ou seja, da importância que a sua produção adquire no contexto dos vínculos com professores e colegas; e que sigam refletindo sobre as regras necessárias à participação em um grupo pautada no respeito e na colaboração.

Sabemos que o ritmo que estamos propondo será considerado leve, adequado ou excessivo para diferentes crianças e famílias, e que muitas precisarão de um tempo para se adaptar. Pedimos que continuem nos dando retorno sobre isso, tanto para termos parâmetros sobre a necessidade de ajustes, como para combinarmos a priorização de expectativas quando necessário.

Considerando, como dissemos anteriormente, que o trabalho mediado por tecnologias deverá estruturar a experiência educacional ao longo deste ano, consideramos fundamental explicitar da melhor forma possível para as crianças e para vocês, que estão em um lugar muito especial no acompanhamento da vida escolar, quais são as nossas expectativas e critérios de avaliação para este período letivo.

 

Presença

Sabemos que a presença nas videoconferências tem ônus e bônus muito particulares para cada criança e família, mas gostaríamos de contar com a participação das crianças em todas as situações propostas, como seria se estivéssemos na escola. As videoconferências de lição e dúvida a princípio são opcionais, mas as professoras podem sugerir a participação de algumas crianças se avaliarem que isso é importante.

Se, de um lado, consideramos a presença um aspecto fundamental para que as crianças mantenham seu vínculo com as professoras, o grupo e as propostas escolares, e para que seja possível que as(os) professoras(es) possam acompanhá-las, teremos também que considerar a presença nos encontros para efeito do histórico escolar, conforme estabelecido em nosso regimento para a presença em aulas e dias letivos.

Pedimos, ainda, que as famílias – ou as crianças, no caso daquelas que já estão se correspondendo com as(os) professoras(es) – escrevam para o e-mail dos grupos sobre ausências previstas ou que tenham ocorrido, para que possamos acompanhar suas razões e, se for o caso, considerá-las no planejamento e na condução das aulas seguintes.

Temos a intenção de considerar as particularidades de cada família, como situações adversas, disponibilidade de recursos tecnológicos e como cada criança lida com os encontros à distância. Em caso de necessidade, pedimos que nos escrevam pelo e-mail da orientação e/ou agendem uma conversa conosco.

 

Participação: nas aulas e outros encontros

Seguem nossas expectativas para a participação das crianças nos encontros por videoconferência, que serão adequados a cada faixa-etária, tipo e proposta de encontro. Esses aspectos serão conversados com as crianças, coletiva e individualmente, e contamos com a colaboração de vocês para que elas possam considerá-los e aprimorar sua participação se necessário.

Expectativas

  • Mantém a pontualidade.
  • Permanece com a câmera aberta.
  • Está com o material organizado no início do encontro, quando combinado.
  • Participa do encontro em local propício à realização das propostas, conforme nossa orientação.
  • Participa do encontro sem o acompanhamento de alguém da família sempre que possível.
  • Respeita as orientações das(os) professoras(es).
  • Demonstra envolvimento nas situações de conversa, produção e socialização, mantendo uma postura de interesse e participação, que não necessariamente implica em se colocar com frequência.
  • Utiliza o chat de maneira adequada, respeitando os acordos feitos entre o grupo.
  • Mantém o áudio fechado enquanto outra pessoa está falando.
  • Aguarda a sua vez de falar.
  • Faz colocações pertinentes ao conteúdo proposto para aquele encontro.
  • Compartilha estratégias e dúvidas com o grupo, quando é o caso.
  • Comunica às professoras qualquer dificuldade de participar ou se envolver com o que está sendo proposto.
  • Coloca-se de forma respeitosa diante da colocação de crianças e professoras(es).
  • Desenvolve a conversa individual com a professora de forma comprometida.

 

Participação: na elaboração, envio e/ou postagem das produções solicitadas

Como na escola – em relação às propostas, lições de classe e casa – nossa expectativa é de que as crianças nos enviem todas as produções e/ou realizem todas as postagens solicitadas, ou ao menos partilhem as dúvidas que as levaram a não conseguir realizá-las.

Um dos aprendizados que esperamos é a experiência de estudar com a maior autonomia possível, mas sabemos que precisamos contar com a colaboração das famílias para que as atividades sejam realizadas e postadas, como forma de possibilitarmos, conjuntamente, a manutenção do vínculo e o investimento nas propostas escolares, assim como o aprendizado.

Sabemos que muitas vezes as crianças apresentam resistência em realizar as propostas e, neste caso, é importante que vocês nos informem. É interessante sabermos se o que levou ao atraso ou à não entrega foi uma dificuldade, dúvida, desinteresse ou outra motivação. Desta forma, podemos planejar formas de intervenção que possam colaborar para a continuidade da experiência escolar.

Expectativas

Nas atividades dos e-books:

  •  Entrega todas as lições no prazo, feitas com empenho e organização; ou partilha as dúvidas que impediram a sua realização.

Nas postagens nos Padlets:

  • Posta produções pertinentes ao assunto discutido.
  • Assina suas postagens.
  • Faz comentários respeitosos nos posts dos colegas.
  • Contribui com as propostas nos diferentes Padlets.

 

Avaliação da aprendizagem: nos encontros e nas produções enviadas

A qualidade do investimento nas produções deverá nos dar a possibilidade de avaliar os aprendizados das crianças. Uma lição feita com empenho colabora para que as crianças aprendam a se dedicar aos estudos e às produções, e sempre promove aprendizado. A partir de critérios gerais, as(os) professoras(es) vão escolher o que é pertinente avaliar em cada faixa-etária e situação, e terão o cuidado de manter critérios adequados ao que conhecem da produção de cada aluno para considerar, na avaliação, se houve progresso no investimento e na aprendizagem.

Expectativas

Nas atividades dos e-books:

  • Demonstra compreensão do conteúdo.
  • Faz correções com autonomia quando propostas pelas professoras.
  • Considera correções e orientações feitas pelas professoras em atividades subsequentes.
  • A maneira como resolveu os exercícios indica avanço em seus conhecimentos.

Nas videoconferências coletivas ou em subgrupos:

  • Faz as atividades propostas.
  • Faz comentários e compartilha dúvidas que demonstram compreensão do conteúdo.
  • Oferece ajuda aos colegas, indicando compreensão do conteúdo.

Nas videoconferências de lição e dúvidas:

  • Leva suas dúvidas ou lições que não conseguiu realizar para partilhar no plantão.
  • Participa dos plantões quando isso for indicado pela professora.

Nos Padlets:

  • Apresenta respostas coerentes e relacionadas ao tema proposto.
  • Resolve adequadamente as atividades e desafios.

 

Avaliação da aprendizagem na realização de lições com autonomia

As professoras de classe vão propor lições para serem realizadas de forma autônoma para verificar o aprendizado de alguns conteúdos de Português e Matemática com o objetivo de poderem considerar o que cada criança aprendeu para planejar a continuidade do trabalho e propostas ou intervenções diferenciadas para quem necessitar. Nesses momentos, vão explicitar para as crianças a importância de realizarem as atividades de forma autônoma, para que seja possível compreender melhor se os aprendizados foram conquistados ou precisam ser retomados.

 

Fechamento da avaliação no final do ano

Estamos levando em conta o aprendizado e a experiência escolar como objetivos primordiais, mas é importante lembrar que teremos também necessidades legais junto aos órgãos educacionais.

Ao final do ano, deveremos atribuir um conceito que traduza a participação, produção e aprendizado de cada criança em cada disciplina, de acordo com o nosso regimento e para constar no histórico escolar de cada uma. Para isso, vamos considerar como critérios as expectativas de participação, produção e aprendizagem.

O conceito de participação pode considerar tanto o cumprimento das expectativas estabelecidas como o percurso da criança ao longo do semestre, que vai levar em conta a sua disposição para realizar conquistas a partir de contratos e devolutivas parciais pautadas em expectativas que poderão ser combinadas gradualmente.

Para efeito do histórico escolar, vamos considerar também o envio ou postagem das produções, já que a elaboração das propostas equivale à presença nesse ano atípico, bem como a avaliação da aprendizagem nas atividades. As(os) professoras(es) vão escolher o que é pertinente avaliar em cada faixa-etária e situação, considerando o ritmo e o aprendizado de cada criança, como sempre fizemos, e diferenciar critérios se necessário.

 

Conversa coletiva e proximidade

Para que esse processo possa ser vivido de forma respeitosa e acolhedora por cada criança, colaborando para que sigam investindo e confiando em seus recursos para o aprendizado, gostaríamos de conversar com vocês sobre os critérios aqui partilhados. Pensamos que seria interessante fazer isso entre pais e filhos, incluindo as crianças nesta conversa. Vamos disponibilizar uma videoconferência coletiva para isso e estão todos convidados para este encontro. Nele, as professoras contarão mais sobre as expectativas em torno do aprendizado das crianças e será uma boa oportunidade de fazermos combinados e afinar nossa parceria. Cada família poderá consultar o dia e horário da videoconferência destinada a este encontro na tabela de encontros que enviamos toda semana. Esperamos vocês!

Contamos com a proximidade de vocês e lembramos que podem nos escrever pelo e-mail dos grupos ou diretamente para a orientação do ciclo (orientação.ei.ef1@colegioequipe.g12.br).

Desejamos novamente um ótimo semestre e que esse período nos traga muitos aprendizados, os escolares e muitos outros!

Um abraço,

 

Adriana Mangabeira, Ana Marotto, Flávio Cidade, Joana Elkis,

Leonardo Golodne, Rita de Oliveira e Sheila Valezi

Orientação de EI e EF I

Rua São Vicente de Paulo, 374
Higienópolis, São Paulo - SP

(11) 3662 - 6500

(11) 3579 - 9150

(11) 97374 – 8388

equipe@colegioequipe.g12.br

© Colégio Equipe - 2022

Rua São Vicente de Paulo, 374
Higienópolis, São Paulo - SP

(11) 3662 - 6500

(11) 3579 - 9150

(11) 97374 – 8388

equipe@colegioequipe.g12.br

© Colégio Equipe - 2022